segunda-feira, 5 de novembro de 2018

A Noite do Professor Andersen


Numa noite de Natal dos finais do século XX o professor Andersen, Professor universitário em Oslo, divorciado, de 55 anos, assiste da sua janela ao assassinato de uma mulher no apartamento em frente ao seu. Quando está prestes a telefonar para a polícia a dar conta do sucedido muda de ideia e não faz o telefonema. Essa decisão irá abalar a sua vida tranquila e confortável e trará grandes transtornos aos seus mais íntimos pensamentos e sentimentos.
Retrato da classe média, atravessado por momentos de reflexão filosófica e algum humor. Um bom romance de um dos maiores nomes da literatura Norueguesa: Dag Solstad.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Mulheres Excelentes


Mildred é uma mulher solteira, filha de um sacerdote, que nos anos 50 do século XX vive sozinha num apartamento em Londres. Os seus dias dividem-se entre as idas à igreja e a casa dos seus amigos Julian-o sacerdote da paróquia, e a irmã deste, e as Obras. A chegada de um casal atípico ao apartamento por baixo do seu vai agitar a calmaria que é a sua vida e nada voltará a ser como antes.
Retrato da vida das mulheres sós no pós-segunda guerra mundial, as expectativas que a sociedade tinha em relação a estas e as expectativas que as próprias tinham, o que era a norma e o que significava e implicava sair desta estão bem descritos neste livro de Barbara Pym que, com muito humor e acutilância, escreveu um romance que retrata a época e levanta muitas questões que ainda hoje são pertinentes e têm o seu cabimento na sociedade atual.
Uma leitura cheia de humor inteligente que é um prazer do início ao fim.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

O Enigma de Paris


No ano de 1889 enquanto se terminam os preparativos para a exposição Universal de Paris, entre a polémica e contestação provocada pela construção da Torre Eiffel, um grupo de detetives de renome mundial reúne-se para dar a conhecer ao grande público o seu trabalho de investigação. Um crime irá transtornar os seus planos e alterar para sempre a vida do protagonista.
Bem escrito e com humor este romance de Pablo de Santis, que recebeu o Prémio Planeta - Casa da América de narrativa Ibero-Americana, é de leitura agradável e divertida, com a vantagem de se poder adquirir a um preço muito convidativo.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Um Homem sem Passado


Pegar num livro de Peter May é uma garantia de momentos muito bem passados, com muito mistério e cenários sempre cativantes. Neste livro viajamos para as mais remotas ilhas Escocesas onde a calma e tranquilidade que se vivem escondem um crime de há longos anos.
As dificuldades das relações amorosas, do isolamento das populações que vivem numa ilha, a memória e as sua lacunas estão bem abordados, assim como a forma como a sociedade Britânica lidou com os órfãos no período de entre guerras e pós Segunda Guerra Mundial. Cheio de suspense e cativante.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

O que não é teu não é teu


Os contos que compõem este volume são bastante diversificados, no entanto têm todos em comum o excelente domínio narrativo e a excentricidade. As chaves e as portas e também os livros surgem em todos os contos e o surrealismo é uma constante. A cada conto as surpresas sucedem-se e a magia recomeça.
Vencedor do PEN Open Book Award este é o primeiro livro de contos da escritora Inglesa de origem Nigeriana Helen Oyeyemi.

domingo, 30 de setembro de 2018

Quando Ela Era Boa


Philip Roth, que morreu a 22 de maio do ano corrente, deixou-nos uma extensa e diversificada obra literária da qual este Quando Ela Era Boa faz parte. 
Publicado originalmente em 1967, este é o seu terceiro romance. A ação desenrola-se no Midwest do final dos anos 40 e é um retrato da sociedade Americana da época. Sendo, parcialmente, baseado na vida de Margaret Martinson Williams, que foi sua mulher de 1959 a 1963, a protagonista, Lucy Nelson, é uma jovem mulher, extremamente moralista, que nunca conseguiu ultrapassar o trauma de ter um pai alcoólico. Estre trauma irá marcar a sua vida e conduzi-la à morte.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Gosto Disto Aqui


Portugal é o cenário desta história do inglês Kingsley Amis, pai do famoso escritor Martin Amis.
Escrito em 1958 este romance repleto de humor faz o relato da experiência de um jovem jornalista e crítico literário que é enviado em trabalho ao Portugal Salazarista. A forma como o protagonista encara o facto de ter de viver algum tempo no estrangeiro, a sua perspetiva snob de tudo o que não é Britânico, a meias com as peripécias que  vai viver na sua vida profissional e pessoal nesta viagem, compõem este romance e fazem o retrato do nosso país e das suas gentes.
Uma leitura leve e divertida que nos confronta, no entanto, com questões políticas e sociais da ditadura vivida em Portugal à época.

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

A Rosa do Adro


Um dos títulos mais conhecidos da literatura do período romântico em Portugal, editado agora pela Guerra & Paz, esta é a história de Rosa, jovem minhota, alegre e bonita que se perde de amores por Fernando, futuro médico, de boas famílias. Como se depreende desde o início, este amor será portador de desgraça para todos.
Um clássico, que foi um verdadeiro "best-seller" aquando da sua publicação, poderia ser um livro banal, com um triângulo amoroso como tema central, mas está escrito com um vocabulário rico e diversificado que nos relembra quão empobrecida se encontra a nossa linguagem atualmente.

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Embalando a Minha Biblioteca


Nenhum amante de livros poderá ficar indiferente a esta obra de Alberto Manguel. Aqui, o autor fala da dificuldade que foi separar-se dos seus livros e ter de embalar a sua preciosa biblioteca. Livro muito pessoal em que ficam expostos os sentimentos, as paixões e dificuldades vividas por este bibliófilo quando, ao contrário das suas expetativas, se vê forçado a empacotar a sua coleção de 35 mil livros.
Relato cheio de curiosidades em torno dos livros, dos escritores e da história da literatura. Uma delícia!

domingo, 26 de agosto de 2018

Conflito Interno


Nomeado para o Booker Prize 2017, Conflito Interno retrata muito mais do que o título poderia deixar pensar. Isma, uma jovem Inglesa de origem Paquistanesa, consegue finalmente ir para os Estados-Unidos e dedicar-se a realizar os seus sonhos, mas os irmãos, que criou com sacrifício, estão a viver momentos conturbados, tal como os tempos que atravessamos, e  cujas consequências irão destruir os sonhos e deitar por terra as ambições de Isma.
Um livro de grande atualidade, em que a trama, altamente realista, está construída com grande inteligência e sensibilidade.
Kamila Shamsie já recebeu vários prémios, tendo sido o mais recente o Women's Prize for Fiction, precisamente com este romance. 

sábado, 18 de agosto de 2018

Estou viva, estou viva, estou viva


Um livro construído à volta do corpo, como fica patente nos títulos dos 17 capítulos que o compõem. São no mesmo número as histórias que Maggie O'Farrell relata e que têm em comum o facto de os personagens viverem situações limite em que a morte está à espreita mas a vida consegue sempre levar a melhor.
Livro autobiográfico que relata as situações de risco e as consequências psicológicas e comportamentais que estas deixaram na narradora.
Bem escrito e de leitura compulsiva.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

O Santinho


Georges Simenon ficou famoso por intermédio do seu personagem comissário Maigret, mas este livro não faz parte dessa série.
Aqui podemos verificar o excelente domínio da escrita daquele que muitos consideram "apenas" como um escritor de policiais. Romance biográfico no qual vamos acompanhando a vida simples de Louis que, nascido numa família disfuncional, numa zona pobre de Paris, discriminado e assediado na escola por ser simples, descobre uma paixão pela pintura e apesar de uma infância difícil torna-se um adulto feliz e bondoso.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Pastoralia


Após a minha leitura do seu primeiro romance, que lhe valeu o Booker Prize, fiquei com muita vontade de ler outras coisas de George Saunders. A Pastoralia é um dos seus livros mais conceituados e está disponível em Portugal, numa excelente edição da Antígona, pelo que foi uma decisão óbvia.
Livro de contos, expõe uma América desequilibrada que vive num mundo irreal, de aparências, de alienação. O absurdo convive com os personagens mais frustrados, a humilhação e indignidade são companheiros constantes dos protagonistas e com muito humor e cinismo vamos descendo ao mundo dos derrotados, mediocres mas lutadores, que tentam manter-se à tona.
Excelente leitura.

domingo, 15 de julho de 2018

O Nervo Ótico


Livro que deambula pelos museus  da Argentina, país Natal da autora María Gainza, e nos fala de pintura e pintores.
Entre a crítica artística, as curiosidades, as grandes questões da vida, histórias de família e História, a narração faz-se de forma fluída mas sublime e o prazer da leitura é constante. 
Para amantes de arte em geral.

terça-feira, 10 de julho de 2018

Querida Ijeawele


Ensaio sobre o feminismo em formato de 15 sugestões, que a autora escreveu para uma amiga, de forma a esta educar no feminismo a sua filha recém-nascida. Tema recorrente na obra de Chimamanda Ngozi Adichie, escritora Nigeriana radicada nos Estados Unidos, o feminismo, aqui abordado como arma para uma sociedade mais equilibrada, um melhor entendimento entre sexos. 
A sabedoria do texto, bem como o humor que o perpassa, fazem deste pequeno manifesto um livro recomendável para todas as idades e ambos os sexos.

terça-feira, 3 de julho de 2018

A Ordem do Dia


Éric Vuillard conquistou o Prémio Goncourt com esta pequena narrativa que se desenrola no início dos anos 30, mais precisamente em 1933, e relata a chegada do partido Nazi ao poder na Alemanha. As manobras que levaram à anexação da Áustria, os jogos de poder e as manobras de bastidores que permitiram a ascensão do nazismo são expostos em pequenos capítulos de uma excelente escrita, num livro que sendo pouco volumoso é um grande romance.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Descãoplicar


Como o título indica Pedro Emanuel Paiva dá-nos todas as dicas para que a nossa vida com os nossos cães seja menos complicada.
A comunicação, a ida ao veterinário bem como a resolução de alguns dos problemas mais comuns no comportamento dos nossos amigos de quatro patas são aqui abordados numa linguagem clara e simples.
Para todos os que têm um cão pela primeira vez nas suas vidas mas também para aqueles que pensam que sabem tudo sobre os seus patudos.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Shrinrin- Yoku


Neste livro o assunto é a arte Japonesa da terapia da floresta. E em que consiste isto? Vários estudos levados a cabo por universidades de diferentes pontos do globo provam que o contacto com a natureza é benéfico para o homem tanto física como psicologicamente. O autor vai expondo os resultados destes estudos em alternância com a partilha da sua experiência e da realidade Japonesa.
As várias formas de vivenciarmos a floresta, os óleos essênciais de árvores e as suas capacidades terapeuticas, a importância dos sons da natureza são alguns aspetos abordados.
Se quer melhorar o seu sono, os problemas de alergias e respiratórios, fugir da depressão, nada como um "banho" de floresta.

terça-feira, 8 de maio de 2018

Lincoln no Bardo


George Saunders foi o premiado com o Man Booker Prize em 2017 com este seu primeiro romance que nos fala  de Abraham Lincoln e do seu filho Willie, que morreu aos 11 anos.
Narrado em forma de diálogo, por um coro de "fantasmas" que povoam o cemitério de Georgetown, onde a criança foi sepultada, vamos conhecendo a história de dor de um homem torturado pela perda do filho mas também a braços com um país em guerra civil.
O Bardo que dá o título ao livro é, para os orientais, um estado entre a morte e uma nova vida e é aí que se encontram os personagens do livro: mortos mas em espera por dias melhores, tal como o presidente Lincoln que está num ponto de viragem da sua vida pessoal e política.
Livro original e denso que confirma um grande escritor.

terça-feira, 1 de maio de 2018

Homens Bons


Neste romance histórico  Arturo Pérez-Reverte viaja até ao final do século XVIII. Dois académicos da Real Academia de Espanha são incumbidos de ir a Paris comprar os 28 volumes da enciclopédia de D'Alembert e Diderot. As peripécias vividas por estes dois personagens vão alternando com as suas discussões filosóficas e com as questões práticas que se foram colocando ao autor durante a escrita.
Com a ação a desenvolver-se nos anos que antecederam a Revolução Francesa este é um romance que nos coloca numa época conturbada, em que muito esteve em jogo de um e do outro lado dos Pirinéus, e que mudou a face da Europa. 
Uma leitura que, apesar de extensa, é deliciosa.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Confissão de um Assassino


Ao jeito dos clássicos Russos este Confissão de um Assassino é sobre o Mal e o Bem e a dificuldade dos Homens em separar um de outro e de optar por um ou outro caminho. A política é exposta aqui como reflexo das paixões pessoais e a polícia e a espionagem como prova de que só no mal conseguimos viver.
O "demónio" está sempre presente e tentador.
Uma história de vida intensa,  contada muitos anos após os acontecimentos, num restaurante em Paris, para onde os percalços vividos pelo protagonista o levaram. 

domingo, 15 de abril de 2018

Swing Time


Duas meninas amigas e companheiras de aulas de dança vivem numa zona desfavorecida de Londres mas têm diferentes condições de vida. A vida irá levá-las por caminhos distintos mas a ligação entre ambas permanecerá.
A narradora, menos dotada para a dança, terá a oportunidade de estudar e movimentar-se num meio social elevado enquanto Tracey - a amiga talentosa mas muito perturbada, não conseguirá sair daquele meio.
São muitas as questões sociais e éticas abordadas neste romance tais como as questões de raça e racismo, a igualdade de direitos das mulheres, a amizade, a religião, o sucesso e o insucesso. Mas no final a grande questão é: o que importa mesmo na vida? 
A música e a dança estão presentes do início ao fim do livro e são o fio condutor de toda a narração.
Bem escrito, como Zadie Smith já nos habituou, e um belo retrato do mundo  ocidental atual.

quinta-feira, 22 de março de 2018

A Tempestade



Marina Perezagua nasceu em Sevilha em 1978 e a crítica tem sido unânime em considerá-la uma das vozes mais importantes da literatura Espanhola atual.
A Tempestade é uma colectânea de contos e os 22 textos que a compõem têm temáticas muito diversas mas a imaginação é comum a todos. As questões universais da identidade, crueldade, dor, maternidade e beleza são apenas algumas das facetas do comportamento humano exploradas das mais diversas formas nestes contos. Servidos por uma escrita de grande qualidade em que a harmonia e a elegância das palavras contrastam com a dureza das narrativas.

quinta-feira, 15 de março de 2018

Um Cavalo Entra Num Bar


O sempre excelente David Grossman regressa à edição portuguesa com um romance onde o humor serve de veículo para o relato tenso e dramático da vida. Num espetáculo de stand-up, entre piadas mais ou menos politicamente corretas, Dov vai relatando algumas vivências dolorosas da sua infância e adolescência. No público, que tenta desesperadamente agarrar, está um amigo dessa época, o juíz Lazar, cuja avaliação da sua performance vai evoluindo à medida que as piadas vão diminuindo e o drama de Dov vai ganhando terreno.
Um livro onde a Shoa e as relações Israelo-palestinianas estão lado a lado com a dor dos personagens principais, numa escrita portentosa que, ao contrário do que acontece com Dov, não tem qualquer dificuldade em prender-nos.
Plenamente merecido, portanto, o Man Booker International Prize que recebeu.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Irmão de Gelo


O romance de estreia de Alicia Kopf chega a Portugal já com vários prémios no currículo.
A autora,  que é também artista plástica, leva-nos para as paisagens geladas dos pólos, mas também da Islândia. O gelo é o fio condutor de toda a narrativa que vai intercalando informações várias sobre as expedições históricas aos pólos com a vida incerta e fria da narradora e algumas considerações sobre o seu irmão mais velho que é autista.
Um livro original na sua estrutura e conteúdos e bem escrito.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Os Loucos da Rua Mazur


Prémio Leya 2017, este é o segundo romance de João Pinto Coelho que ficámos a conhecer com o excelente Perguntem a Sarah Gross .
Yankel e Eryk são dois amigos inseparáveis na Polónia do final da década de 30 do século XX. A entrada de Shionka nas suas vidas vai mudar o destino de ambos. O início da Segunda Guerra Mundial e a consequente ocupação da Polónia primeiro pelos Soviéticos e pelos Alemães depois, vão destruir a pacata cidade onde todos viviam.
Setenta anos depois dos acontecimentos o trio reencontra-se e, tendo como mote a escrita de um romance sobre os seus dias de juventude, somos levados a percorrer os seus caminhos naqueles tempos de guerra em que para além da crueldade dos ocupantes tiveram de ultrapassar as suas divergências e dificuldades. Mas será que a amizade que os unia sobreviveu a tantos e tão destrutivos ataques? 
Numa narração a dois tempos em que vamos descobrindo os segredos dos protagonistas, João Pinto Coelho consegue agarrar-nos do início ao fim deste belo romance.


quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

O Retrato



O regresso aos clássicos proporciona sempre uma garantia de qualidade e a certeza de uma leitura prazenteira. Nikolai Gógol é um desses autores que se lê sempre com gosto.
Neste conto conhecemos a história de um jovem pintor e da mudança que a sua vida sofre após a aquisição de um retrato cujo olhar enigmático é marcante para todos aqueles que o vêm. Uma verdadeira encarnação do mal, este retrato transporta-nos ao lado negro da humanidade. A inveja e a avareza são aqui retratadas de forma brilhante. Também a arte é aqui discutida tendo como pano de fundo a cidade de São Petersburgo.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

A Estranha Ordem das Coisas


Há várias décadas que António Damásio vem publicando os resultados das suas pesquisas científicas e que o faz de forma meticulosa e no entanto acessível ao leitor leigo em ciência. A sua área de trabalho, o cérebro, tem sido alvo de muita investigação mas o que se conhece é ainda apenas uma percentagem ínfima do que há para saber. 
Neste novo livro o autor explora e expõe a forma como a homeostasia e os sentimentos terão sido o motor da cultura e como  foram e continuam a ser cruciais para a sobrevivência das espécies. Também da robótica, da biologia e de educação se faz este livro que na sua interdisciplinaridade aborda as várias facetas da vida ao longo da história e até à atualidade.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Leituras de 2017


Como vem sendo hábito deixo aqui o  balanço das minhas leituras do ano que terminou.
Escolha sempre difícil, mas também uma oportunidade para relembrar os muitos momentos de prazer que esta paixão continua a proporcionar-me ano após ano.
Uma lista ordenada apenas de forma cronológica sendo que me é impossível ordenar as minhas leituras por ordem de preferência.
Espero que possa ser de alguma ajuda para os que estão desse lado.

A Factura de Jonas Karlsson - Alfaguara

A Árvore dos Toraja de Philippe Claudel - Sextante

Outono de Ali Smith - Elsinore

Canção Doce de Leila Slimani - Alfaguara

O Ministério da Felicidade Suprema de Arundhaty Roy -Asa

As Últimas Testemunhas de Svetlana Alexievich - Elsinore

Atos Humanos de Han Kang - Dom Quixote

O Monarca das Sombras de Javier Cercas - Assírio & Alvim

A Carne de Rosa Montero - Porto Editora

A Baía de Cynan Jones - Elsinore


Boas leituras!

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Otimismo e não Desespero


Noam Chomsky é um nome mundialmente conhecido e uma referência na área da filosofia e da linguística sendo também um ativista político. 
Nesta edição recente da Elsinore podemos ler as entrevistas que deu ao jornalista Polychroniou entre 2013 e o início de 2017.
De grande atualidade, este livro aborda as temáticas "quentes" do momento: o capitalismo desenfreado, o desaparecimento do Estado Social, as questões do ambiente, com todas as atenções viradas para o aquecimento global, etc. 
De leitura fácil e empolgante recomenda-se a todos aqueles que se preocupam com o mundo que os rodeia.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

A Baía



Este livro é a prova, se é que era necessária, de que um pequeno livro pode ser uma verdadeira obra de arte.
Na sua escrita poética, Cynan Jones- o mesmo de A Cova, sobre o qual escrevi aqui - faz o relato das desventuras de uma homem que decide fazer-se ao mar no seu barco para pescar e é apanhado por uma súbita tempestade.
De forma progressiva mas desordenada as memórias vão surgindo e vai-se apercebendo da sua situação e de como deverá agir para conseguir regressar a terra. Irá conseguir?
Um escritor considerado um dos grandes nomes da nova literatura Inglesa. Plenamente justificado.

sábado, 6 de janeiro de 2018

Garman & Worse


A história de duas famílias que partilham um negócio é a base deste romance do Norueguês Alexander Kielland. Os altos e baixos do negócio e da relação entre os sócios, bem como a forma como são analisados pela sociedade à sua volta - que depende em grande parte deles - a luta de classes e a batalha pela emancipação feminina são aqui expostos numa escrita profunda e cheia de humor, naquele que é considerado o romance naturalista expoente máximo da literatura deste país.
Uma leitura deliciosa!

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

A Carne


Soledad é uma mulher de 60 anos que se vê só, sem filhos, com a carreira em risco e com um corpo que começa a atraiçoá-la. Perante este cenário agarra-se à primeira oportunidade e envolve-se numa relação ambígua e desesperada com Adam, um gigolô mais novo.
Neste delicioso romance, cheio de suspense e muito ritmado, a autora, Rosa Montero, escreve sobre a vida e o que fazemos dela, da forma como encaramos o envelhecimento e a morte, da importância do amor. Tudo isto enquanto a protagonista vai preparando uma exposição sobre escritores malditos e se vê envolvida em lutas de poder. As referências literárias constantes e os paralelos entre a literatura e a vida, a total nudez psicológica de Soledad e a ironia da escrita fazem deste romance um livro de leitura obrigatória.